Vol 10 Num 3




Primeiro registro e aspectos ecológicos de Hoplerythrinus  unitaeniatus  (Agassiz, 1829) (Characiformes, Erythrinidae) como espécie introduzida na Bacia do Rio dos Sinos, RS, Brasil

Mateus Evangelista Leal

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Laboratório de Ecologia de Peixes, Av. Unisinos, 950. CEP: 93022-000, São Leopoldo/RS
email: mateusleal1977@gmail.com

Greice Francisco Klein

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Laboratório de Ecologia de Peixes, Av. Unisinos, 950. CEP: 93022-000, São Leopoldo/RS
Uwe Horst Schulz

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Laboratório de Ecologia de Peixes, Av. Unisinos, 950. CEP: 93022-000, São Leopoldo/RS
Pablo Lehmann Albornoz

Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Laboratório de Ecologia de Peixes, Av. Unisinos, 950. CEP: 93022-000, São Leopoldo/RS

palavras-chave
Erythrinidae, Hoplerythrinus unitaeniatus e espécies invasoras

publicado em: 03/07/2010





Resumo
A espécie Hoplerythrinus  unitaeniatus  é conhecida popularmente como jeju ou aimara. Possui ampla distribuição geográfica, ocorrendo em diversas bacias hidrográficas da América Central e do Sul, com sua localidade tipo, o Rio São Francisco. No Brasil o registro mais ao Sul da espécie é a bacia do Rio Uruguai, Rio Grande do Sul. O presente estudo reporta a primeira ocorrência de H.  unitaeniatus  no Sistema da Laguna dos Patos, Região Hidrográfica do Guaíba, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. A captura ocorreu em um banhado adjacente ao Rio dos Sinos no município de São Leopoldo (29°44’*14.04" S, 51°05’*11.08" W). Dois exemplares foram coletados com redes de arrasto em maio de 2008. Um dos espécimes foi anestesiado com 2-phenoxy-ethanol, fixado em formalina 10%, identificado e incluído na coleção de peixes do Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. O segundo espécime foi mantido vivo em aquário durante dez m eses, vindo a óbito por debilidade devido a infestação por Lernaea  cyprinacea  (Crustacea, Copepoda). A presença de lérnea e a facilidade de criação em cativeiro da espécie fazem factível pensar que os peixes escaparam de alguma piscicultura da região. A captura acidental não reflete na proliferação de uma população auto-sustentável, mas direciona à falta de fiscalização para a criação e comercialização de espécies alóctones e exóticas, que futuramente tendem a gerar a homogeneização da biota aquática.

como citar este artigo
Leal, M. E.; Klein, G. F.; Schulz, U. H. and Lehmann, P. A. Primeiro registro e aspectos ecológicos de Hoplerythrinus  unitaeniatus  (Agassiz, 1829) (Characiformes, Erythrinidae) como espécie introduzida na Bacia do Rio dos Sinos, RS, Brasil. Biota Neotrop.  Jul/Sep 2010 vol. 10, no. 3 https://www.biotaneotropica.org.br/v10n3/pt/abstract?article+bn00710032010 ISSN 1676-0603.

Espécies citadas
check for this species in other resources Hoplerythrinus  unitaeniatus 
check for this species in other resources Lernaea  cyprinacea 



Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Fapesp
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
© BIOTA NEOTROPICA, 2010