Vol 14 Num 1




Padrões de distribuição geográfica de Leguminosae e sua importância para a conservação do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil.

Valquiria Ferreira Dutra

Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Departamento de Ciências Biológicas, Setor de Botânica, Av. Fernando Ferrari 514, Goiabeiras, CEP 29075-910, Vitória, ES, Brasil
email: valquiria.dutra@bol.com.br

Laura Cristina Pires Lima

Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS
Departamento de Biologia, Avenida Transnordestina s/n, CEP 44031-460, Feira de Santana, BA, Brasil
Flávia Cristina Pinto Garcia

Universidade Federal de Viçosa – UFV
Programa de Pós-Graduação em Botânica, Departamento de Biologia Vegetal, Av. P.H. Rolfs s.n., CEP 36570-000, Viçosa, MG, Brasil
Haroldo Cavalcante de Lima

Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro – JBRJ
Rua Pacheco Leão 915, CEP 22460-030, Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Ângela Lúcia Bagnatori Sartori

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS
Laboratório de Botânica, C.P. 549, CEP 79070-900, Campo Grande, MS, Brasil

palavras-chave
Cadeia do Espinhaço, campos rupestres, Fabaceae, Florestas Estacionais, Mata Atlântica

publicado em: 02/01/2014





Resumo
Neste estudo foram identificados os padrões de distribuição geográfica dos 102 táxons de Leguminosae ocorrentes no PEIT, com base nos dados obtidos na literatura e em material de herbário, sendo 38 exclusivos dos Campos Rupestres e 49 das Florestas Estacionais. Foram reconhecidos 11 padrões de distribuição geográfica, dos quais o padrão América do Sul Ocidental-Centro-Oriental foi o mais representativo com 27 táxons. Dos 102 táxons amostrados de Leguminosae, cinco são endêmicos da Cadeia do Espinhaço e 10 constam nas listas de espécies ameaçadas da flora brasileira ou da Flora de Minas Gerais, sendo consideradas importantes para fornecer subsídios na conservação das formações vegetacionais do PEIT.

como citar este artigo
Dutra, V. F.; Lima, L. C. P.; Garcia, F. C. P.; Lima, H. C. e Sartori, A. L. B. Padrões de distribuição geográfica de Leguminosae e sua importância para a conservação do Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil. Biota Neotrop.  Jan/Mar 2014 vol. 14, no. 1 http://www.biotaneotropica.org.br/v14n1/pt/abstract?article+bn00214012014 ISSN 1676-0603.



Fundação de Amparo | Pesquisa do Estado de São Paulo, Fapesp
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
© BIOTA NEOTROPICA, 2014