Vol 11 Num 1




O cerrado não é um bioma

Marco Antônio Batalha

Universidade Federal de São Carlos
Departamento de Botânica, Caixa Postal 676, CEP 13565-905, São Carlos, SP, Brasil
email: marcobat@uol.com.br

palavras-chave
fisionomia, formação vegetal, savana, terminologia

publicado em: 31/01/2011





Resumo
É importante definirmos corretamente um termo, porque pode haver implicações práticas e imediatas. Dois conceitos importantes para serem definidos acuradamente são os de "cerrado" e de "bioma". Da maneira como vem sendo usado no Brasil, o conceito de bioma adquiriu erroneamente uma conotação florística. Na verdade, o conceito de bioma é similar ao de formação vegetal, mas leva em conta a associação da vegetação com a fauna e com os microrganismos. Assim, por um lado, o conceito de bioma é fisionômico e funcional, isto é, levam-se em conta a aparência geral da vegetação e aspectos como os ritmos de crescimento e reprodução; por outro, o conceito não é florístico, isto é, a afinidade taxonômica das espécies que aparecem em várias unidades de um mesmo bioma é irrelevante. Para sermos coerentes com toda a literatura internacional e usarmos o conceito de bioma acuradamente, devemos considerar o cerrado sensu lato como formado por três biomas: o campo tropical (campo limpo), a savana (campo sujo, campo cerrado e cerrado sensu stricto) e a floresta estacional (cerradão).

como citar este artigo
Batalha, M. A. O cerrado não é um bioma. Biota Neotrop.  Jan/Mar 2011 vol. 11, no. 1 http://www.biotaneotropica.org.br/v11n1/pt/abstract?article+bn0XX11012011 ISSN 1676-0603.



Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Fapesp
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
© BIOTA NEOTROPICA, 2011