Vol 10 Num 4




Impactos potenciais das alterações do Código Florestal nos recursos hídricos

José Galizia Tundisi

Instituto Internacional de Ecologia
Rua Bento Carlos, nº 750 - São Carlos - SP - CEP 13560-660 – Brasil
email: jgt.iie@iie.com.br

Takako Matsumura Tundisi

Instituto Internacional de Ecologia
Rua Bento Carlos, nº 750 - São Carlos - SP - CEP 13560-660 – Brasil

palavras-chave
florestas ripárias, áreas alagadas, qualidade da água, ciclo hidrológico, biogeoquímica da água

publicado em: 05/11/2010





Resumo
Florestas ripárias, mosaicas de vegetação e áreas alagadas têm papel fundamental na proteção dos recursos hídricos mantendo a qualidade da água em excelentes condições para abastecimento e recarregado aqüíferos repondo, portanto, volumes substanciais de águas para o componente subterrâneo. A remoção de florestas ripárias e áreas alagadas têm um efeito extremamente negativo degradando a qualidade das águas superficiais e subterrâneas, acelerando a sedimentação de lagoas, represas e rios, e diminuindo o estoque de água nas nascentes e aqüíferos. Todos os serviços ambientais dos ecossistemas aquáticos ficam comprometidos com o desmatamento e remoção de áreas naturalmente alagadas, portanto a preservação destas áreas é essencial para regular tanto o ciclo hidrológicos como os ciclos biogeoquímicos. A remoção destas áreas torna insustentável a agricultura em curto prazo.

como citar este artigo
Tundisi, J.G. e Tundisi, T.M. Impactos potenciais das alterações do Código Florestal nos recursos hídricos. Biota Neotrop.  Oct/Dec 2010 vol. 10, no. 4 http://www.biotaneotropica.org.br/v10n4/pt/abstract?article+bn01110042010. ISSN 1676-0603.



Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, Fapesp
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq
© BIOTA NEOTROPICA, 2010